Central do Torcedor


Participe do nosso Fórum CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

São Paulo trabalha para contratar Ilsinho


A diretoria do São Paulo elegeu a bola da vez para reforçar o elenco: o lateral-direito Ilsinho, que defendeu o clube entre 2006 e 2007.

Na última semana, o jogador entrou em litígio com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, alegando quatro meses de salários atrasados. O São Paulo, quando soube, prontificou-se a tentar repatriar o jogador. A primeira ação foi oferecer a utilização do Reffis. Ilsinho já está em férias no Brasil e passará a manter a forma no CT da Barra Funda, a partir da próxima segunda-feira.

– É um jogador que tem uma história importante no São Paulo. Naturalmente, se ele estiver liberado e com disposição de jogar no Brasil, vamos atrás. Vamos procurar saber se suas condições são compatíveis com as nossas – disse o vice de futebol do clube, Carlos Augusto Barros e Silva.

Segundo seu representante, Frederico Pena, a intenção é mantê-lo na Europa. O jogador foi grande destaque do clube ucraniano nas últimas temporadas e, principalmente, do título nacional de 2009/2010.

Proposta concreta, porém, ainda não apareceu. A algumas pessoas próximas, Ilsinho afirmou que vê com bons olhos uma possível volta ao Tricolor e se mostrou bem animado para abrir uma negociação.

Nesta quinta-feira, o Shakhtar emitiu um comunicado em seu site oficial alegando estar com os salários em dias. A falta de pagamento seria apenas uma forma de multá-lo por descumprir um acordo contratual. Em 2007, Ilsinho foi vendido por 11 milhões de euros (R$ 28 milhões na época) e assinou contrato por quatro anos. Na cláusula, estava prevista a renovação automática por mais um ano, que o jogador refuta.

Seus advogados afirmam que tal acordo, feito de forma unilateral, é considerado ilegal pela Fifa. Por isso, entraram com ação na entidade e aguardam uma resposta já na próxima semana. No entanto, é possível que a decisão fique para depois da Copa do Mundo.

No São Paulo, Ilsinho é visto como alternativa para a saída de Cicinho, que tem contrato até o dia 20 de agosto. O camisa 23 está emprestado pela Roma (ITA) e não conseguiu repetir o futebol que mostrou em 2005, quando foi campeão paulista, da Libertadores e do Mundial da Fifa.

Nas últimas semanas, a diretoria tricolor e o próprio técnico Ricardo Gomes não esconderam que o elenco, em função da saída de alguns jogadores, precisaria ser reforçado.

Os trabalhos nos bastidores já foram iniciados no Morumbi...


0 comentários:

Postar um comentário

¢