Central do Torcedor


Participe do nosso Fórum CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Palmeiras prepara oferta para ter Valdivia



A diretoria do Palmeiras já recebeu o sinal positivo do Al-Ain, dos Emirados Árabes Unidos, para entrar em negociação por Valdivia. Nos próximos dias, o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, acompanhado por Giuseppe Dioguardi, empresário de Kleber, vai ao Oriente Médio para apresentar uma proposta pelo Mago.

A ideia da cúpula alviverde é oferecer 2,5 milhões de euros (cerca de R$ 5,5 milhões) por 40% dos direitos econômicos de Valdivia. O dinheiro seria obtido com a ajuda de empresários, que já vêm atuando em negociações recentes do Palmeiras, como na compra dos zagueiros Danilo e Maurício Ramos, além do volante Pierre.

Em agosto de 2008, o Mago foi vendido ao Al-Ain por 8 milhões de euros (à época, cerca de R$ 20 milhões). Com a atual proposta que o Verdão pretende fazer, os 100% dos direitos do jogador valeriam 6,25 milhões de euros (cerca de R$ 13,7 milhões).

Apesar da aparente perda do clube árabe, pela desvalorização econômica do atleta, a diretoria do Palmeiras se vê otimista com o acordo com os árabes. A cúpula não confirma, mas há conselheiro dizendo que o Al-Ain já aceitou receber essa quantia. Faltaria, portanto, apenas o clube fazer o depósito e apresentar a proposta oficial aos xeques.

– Essa negociação está meio longe, ainda, de ser concretizada. O clube árabe nos pediu que fosse feita uma oferta. Mas não chegamos em valores nem fizemos a proposta, ainda – afirmou o vice-presidente de futebol, Gilberto Cipullo.

O cartola não quis entrar em detalhes sobre valores, mas admitiu ser justo o fato de Valdivia passar a valer, no mercado atual, menos do que à época em que foi negociado pelo clube alviverde, em 2008.

– Valdivia já passou dois anos por lá, está mais velho (fará 27 anos em outubro) – disse o dirigente.

Nos corredores do Palestra Itália, a expectativa em torno da contratação do Mago é a mesma dos dias que antecederam os anúncios de Kleber e Luiz Felipe Scolari.

0 comentários:

Postar um comentário

¢