Central do Torcedor


Participe do nosso Fórum CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Clube alemão insiste na contratação de Wesley


Neymar não é o único Menino da Vila sob a mira dos clubes europeus. Além da Joia, um dos outros atletas que despertam o interesse das equipes do Velho Continente é o volante Wesley. Recentemente, o Santos rejeitou uma oferta do Werder Bremen (ALE) de 4 milhões de euros (cerca de R$ 9 milhões) por 60% dos direitos econômicos do jogador. Apesar da negativa, o clube alemão não desistiu da contratação do polivalente atleta do Peixe.

De acordo com o diretor esportivo do Werder, Klaus Allofs, a negociação evoluiu, mas o Peixe segue duro na posição de manter o volante na Vila Belmiro.

- Os agentes de Wesley estiveram em Bremen e tentamos por três dias muito difíceis deixar tudo certo. Teríamos um acordo para a parte deles (40% dos direitos de Wesley). Agora, temos de esperar para ver o que os enviados conseguem no Brasil, com o Santos - declarou o dirigente, em entrevista reproduzida pelo site oficial do clube, realizada em Donaueschingen, na Alemanha, local onde a equipe faz sua pré-temporada.

- O clube não quer abrir mão deste jogador. Era assim no passado e não mudou agora. Temos de aceitar isso, e posso entender. Eles estão jogando o campeonato local e têm dois jogos importantes pela Libertadores - na verdade, o Peixe tem duas partidas decisivas pelas finais da Copa do Brasil - vindo aí. Mas o fato é que o jogador quer vir para a Europa. E nós queremos ter 100% dos seus direitos federativos - garantiu.

Mesmo considerando o elenco do Werder qualificado, Allofs afirma que Wesley seria um diferencial para o grupo do clube alemão.

- Temos um time forte agora, independentemente de conseguirmos ou não contratar Wesley. Mas ele é um dos jogadores mais interessantes em quem estamos de olho. Ele seria o tipo de atleta que não temos em nosso elenco. Poderia acrescentar um elemento novo ao nosso jogo - finalizou.

O empresário de Wesley, Roberto de Almeida, preferiu não comentar sobre a situação do volante. Atualmente, os direitos econômicos do atleta estão divididos entre Santos (35%), DIS (25%), além de atleta e agente (40%).

0 comentários:

Postar um comentário

¢