Central do Torcedor


Participe do nosso Fórum CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Coritiba não abre mão da multa rescisória por Ariel

As declarações do atacante Ariel ao diário 'Olé', da Argentina, não foi vista com bons olhos no Coritiba. Apesar de o jogador ter elogiado a torcida do clube, o que mais chamou a atenção foi o comentário dele sobre seu contrato com o Coxa.

- Eu já estou liberado. Eles me fizeram um contrato de cinco anos, mas no Brasil um estrangeiro é livre por apenas dois anos. Por isso, aquele contrato não tem validade. O clube queria que eu continuasse. Me fizeram uma proposta, eu fiz uma contraproposta e eles não aceitaram. Por isso foram à Justiça, mas meu representante me garantiu que posso negociar com qualquer time - disse o atacante argentino, admitindo que recebeu uma proposta do San Lorenzo.

De acordo com o vice-presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, Ariel pode realmente assinar contrato com qualquer outro time, desde que pague a cláusula de recisão no valor de R$ 4 milhões. Inclusive, já houve um contato com a Fifa para garantir que a equipe não sairá prejudicada.

- Estamos com uma ação na Fifa exigindo o cumprimento do contrato. O Coritiba vai exigir que a cláusula de R$ 4 milhões seja paga pelo jogador e pelo clube que contratá-lo - afirmou o dirigente ao canal SporTV. Ele ainda descartou a volta do atacante ao clube.

- Ele não tem ambiente para voltar. O Coritiba fez uma proposta sensacional e ele não aceitou. Então o que queremos é apenas o pagamento da multa. Ele pode ir para onde quiser e tem um futuro brilhante pela frente - completou.

O problema todo ocorreu porque Ariel assinou um contrato com o Coxa por cinco anos. Porém, segundo a legislação brasileira, um estrangeiro só pode fazer um acordo por dois anos. Com isso, o Coritiba entrou com uma ação na Justiça do Trabalho, onde acabou perdendo, mas já entrou com um recurso.

0 comentários:

Postar um comentário

¢